28 outubro 2009

Rita Rato


Lisete Model

Como estudioso da psicologia evolucionista compreendo que as opiniões de uma mulher bonita ganhem uma ressonância inesperada. A deputada Rita Rato é uma insignificância que não mereceria mais atenção que João Guilherme Rosa de Oliveira, igualmente eleito por um partido que é a expressão indigente do nosso atraso cultural. Mas como tem uma cara bonita, entrevistam-na. Segundo os teóricos comunistas que surpreendentemente ainda escrevem, perguntam-lhe coisas “ indecentes” como o que pensa ela do Gulag. O teórico comunista Manuel J. Neto, que escreve nos comentários do 5 noites, cita Vítor Dias, para considerar que o problema está no perguntador e não na respondente. Não se pode perguntar a um comunista o que pensa do Gulag, porque isso é “ colocar o gulag ao nível do cozido à portuguesa”, argumentam os teóricos. Manuel J. Neto contrapõe ao “acho que” que os maus jornalistas incentivam, um “ debate sério, estruturado e historicamente rigoroso sobre o acontecimento dos gulags na ex-URSS”.
Aquilo que é importante perguntar a um comunista é precisamente o que pensa do Gulag. Porque só pode ser comunista hoje quem tiver um pensamento informado e estruturado sobre o Gulag. E não colhe a opinião de Vítor Dias, que pergunta o que responderiam os jovens deputados do PS ou do PSD interrogados sobre as matanças de comunistas na Indonésia de Sukarno . Que eu saiba, o PS ou o PSD nunca prometeram a construção de uma sociedade nova nem apontaram a Indonésia como um farol.
Kundera escreveu uma vez que quando um comunista diz que não sabia do Gulag, lhe responde com o exemplo de Édipo ao conhecer o engano da sua vida: fure os olhos e vá para o deserto. Só é aceitável debater com alguém que se reclama do comunismo quando se apresentar com os olhos vazados, como penitência pelo “socialismo real”.
Resumindo: não se deve brincar com coisas sérias. A presença de Rita Rato no Parlamento é uma vergonha. A Rita é linda? Linda é a Candidinha que não concorreu ao parlamento, não se licenciou em ciências políticas mas sabe que nome é que se dá às gajas que chutam para fora quando lhes perguntam pelo Gulag. E já agora, aos teóricos comunistas que querem debates sérios e historicamente rigorosos.

Etiquetas:

13 Comentários:

Blogger Carlos Azevedo disse...

Sim, tem razão. Não votando neste PS, e não se desviando o meu voto para a direita, pensei em votar no PCP, mas acabei por não o fazer precisamente pela posição que o PCP tem em relação ao "socialismo real".

(Porventura, pensar seriamente em votar no PCP para as legislativas também não abona muito em meu favor. Enfim...)

quarta-feira, outubro 28, 2009  
Blogger Francisco Curate disse...

Post magnífico.

quinta-feira, outubro 29, 2009  
Blogger margarete disse...

“ colocar o gulag ao nível do cozido à portuguesa”
...será que houve confusão com Goulash?

quinta-feira, outubro 29, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

"Porque só pode ser comunista hoje quem tiver um pensamento informado e estruturado sobre o Gulag."

Porque só pode ser católico hoje quem tiver um pensamento informado e estruturado sobre a Inquisição

sexta-feira, outubro 30, 2009  
Blogger Luís disse...

Anónimo, cada um pode ter a crença que quiser.
Estava a falar na Assembleia e nos que nos representam.

sexta-feira, outubro 30, 2009  
Blogger Xico disse...

Caro anónimo,
"Porque só pode ser católico hoje quem tiver um pensamento informado e estruturado sobre a Inquisição"
A inquisição de há 500 anos atrás era um serão na província comparada com o comunismo de hoje e de ontem.
Nenhum responsável pela Igreja católica hoje defende a inquisição e a Igreja retratou-se desses factos indignos.
Ao contrário, nas páginas dos periódicos oficiais do PCP, continua-se a defender o estalinismo e os regimes absurdos iníquos da Coreia do Norte, China e Cuba.
Manifestamente não podemos comparar um católico de hoje com um comunista de agora!
As ideias comunistas para mim não as quero, mas aceito-as nos outros. Mas somos todos obrigados a denunciar que o PCP não se demarcou dos crimes que em nome do comunismo foram e são cometidos.

sexta-feira, outubro 30, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

Qué isso do socialismo real ? Que má vontade para com a rapariga !
Ele há coisas , e a Patrocínio, essa não conta ?
Eu votei nos comuniistas e acho essa posição irrelevante , embora saiba o que foi um gulag
abel teixeira da cunha

sexta-feira, outubro 30, 2009  
Blogger zazie disse...

Pois, é tudo verdade e muito bem dito, com uma diferença. O BE é comunista na mesma e pretende o sistema socialista igualzinho ao que os comunistas dizem às claras.

sábado, outubro 31, 2009  
Blogger zazie disse...

E eu não tenho a menor dúvida que se um ogre de um Fernando Rosas tivesse o poder não faria o mesmo que um Cunhal se fosse vivo.

Ou pior. E o Louçã assinava as deportações em nome da utopia milenarista, com os curas de passeata o promoveram nos jornais.

sábado, outubro 31, 2009  
Anonymous Anónimo disse...

Porque só pode ser comunista hoje quem tiver um pensamento informado e estruturado sobre o Gulag.

Ora pois!
E o que é um "pensamento informado e estruturado sobre o Gulag"?
Fazer uma derivação teleológica da histocidade do Gulag a partir da teoria marxista-leninista qua teoria?
Reconhecer a factualidade histórica do Gulag?
Ter lido Alexandre Issaïevitch Soljénitsyne?
As últimas questões são triviais, mas a primeira não é. Se é verdade que a presuntiva defunção ideológica do marxismo-leninismo se deve,também, à sua presença "maléfica" na História,já é mais problemático que esse mal esteja ínsito na teoria, qua teoria, e um comunista não possa ser comunista - porque houve o Gulag, ou um católico não possa ser católico - porque houve Inquisição.
Infelizmente,caro Luís e amigos,as respostas são demasiado pressurosas e anda demasiada gente a procurar o demónio na Teoria (Saramago e entrevistadores da Rita Rato incluídos).

Paulo Ferreira

sábado, outubro 31, 2009  
Blogger MJV disse...

viva a candidinha!

domingo, novembro 01, 2009  
Blogger Luís disse...

Zazie presciente e arguta.

domingo, novembro 01, 2009  
Blogger zazie disse...

ahahah

O que já me ri com aquele Carlos Vidal que decidiu dar uma aula de sovietismo à conta das vítimas

":O))))

E ele tem lá uma frase que explica o que eu queria dizer, de uma forma deliciosa.

Dirige-se aos mecos bloquistas e restante "escardalhada" chamando-os:
"caros colegas e camaradas anti-leninistas"

ahahahahaha

Este tipo é um excelente catalisador semântico.

domingo, novembro 01, 2009  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial