03 novembro 2009

Coimbra Z

Coimbra Z





Se numa noite de inverno um viajante leva-nos por uma história que é uma viagem sem fim. Nenhum dos dez romances que a personagem do Leitor, com letra maiúscula, começa a ler, tem fim. Nunca consegue ir além das primeiras páginas. Ou porque o volume tem defeito, ou porque aquele é o único excerto da obra que se conhece… nunca chega ao fim.
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y
Esses percalços são também uma forma de desmascarar as tramas que se acumulam por detrás de complexas maquinações editoriais. Desorganização de empresas livreiras, burlas de tradutores, redes de espionagem e contra-espionagem, malfeitores, falsários.
E, no entanto, o Leitor, com letra maiúscula, lá se vai movendo por entre as mais surpreendentes maquinações, com um entusiasmo que, diga-se, é cada vez maior.
Nunca consegue esclarecer totalmente a trama, mas não desiste. Quando o livro está quase a terminar, faz-se até uma apologia dos romances que concentram toda a sua energia no início, em sucessivos inícios, sem deixarem nada para depois.
O romance tradicional, com princípio, meio e fim, acabou.
T A V G
O gosto da leitura, esse, permanece, inabalável.
O gosto da pequena história, que não se sabe nem como vai acabar, nem sequer se vai acabar.
O ímpeto vital, aquele ímpeto que leva o Leitor, com letra maiúscula, a perseguir um bocadinho de romance, e mais outro, como quem persegue uma Leitora que se chama Ludmila.
Fragmentos, pedaços de vida.
A automotora parte, mas a viagem não continua, ou continua noutro lugar. Em sucessivos troços.
C D E F G H I J K L M N O P K R S T U V X W
O gosto da pequena viagem, que não se sabe nem como vai acabar, nem sequer se vai acabar.
O ímpeto vital, aquele ímpeto que leva o Viajante a perseguir um bocadinho de trajecto, e mais outro, como quem persegue um alfabeto que concentra toda a sua energia no início, em sucessivos inícios, sem deixar nada para depois, e ao qual faltam muitas letras.

Rita Marnoto

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial