07 março 2010

Shop by colour




Vou pelo carreiro em obras a que chamam A1. Troço Coimbra/ Porto. Chove assim há três meses. Quando a chuva pára, o céu alto é cor de cinza ( Down-Pipe, 26 na paleta F&B). O trânsito, o silêncio, a hora, as terras martirizadas das bermas conferem à viagem um aspecto fantasmagórico. Vejo uma câmara assestada no vidro. Estou a ser filmado. A câmara está do outro lado da estrada, instalada a mais de 3 metros de altura, sendo o conjunto semelhante a um poste de iluminação. O cérebro distraído dos condutores deve ler poste de cada vez que aquela imagem impressiona a retina. Candeeeiro ao longe . Uma mensagem anódina. Bem diferente de: Câmara de vigilância para te foder. É feio? Brutal? Estou a ferir a vossa sensibilidade cidadã? É a percepção correcta.
Com os neurónios alerta, totalmente desatento ao tráfego, começo a contar as câmaras. Só as das bermas. Dou de barato os viadutos armadilhados e outras camuflagens da malandragem. Cada 2 kms, de 30 em 30 segundos à velocidade maxima permitida, há uma câmara. Se a densidade for a mesma ao longo da A1, seremos filmados 25 vezes pela frente e outras tantas pelas costas, entre Coimbra e o Porto. Não sei o que se passa no troço-eternamente-em-obras onde a limitação de velocidade é arbitrária e os emboscados esperam os incautos. Estou a ser filmado. Faço gestos feios para o olho escondido do meu vigilante. Dedos no nariz, punho fechado, o gesto do orgulho turco, a língua de Einstein. Estou condenado a perder este jogo. O céu abriu um pouco (Green Smoke, 47 F&B).

4 Comentários:

Blogger Isabel disse...

e eles com isso, Luís ;)


Em inglaterra vendem mapas da estrada, que têm como + indicarem a localização de todas as camaras.
E tu protestas contra as eternas obras, com a brisa a cobrar como se a estrada estivesse o máximo? aí está um protesto com sentido.

domingo, março 07, 2010  
Blogger fallorca disse...

:)

domingo, março 07, 2010  
Blogger Nuno disse...

"Cada 2 kms, de 30 em 30 segundos à velocidade maxima permitida, há uma câmara."

Se é de 30 em 30 segundos a 120 km/h, então há uma câmara por km e não a cada 2 kms.

A esse ritmo, de que serve um mapa de estradas que sinalize as câmaras? Estão em todo o lado e serão cada vez mais...

segunda-feira, março 08, 2010  
Blogger Ana Cristina Leonardo disse...

ainda bem que não conduzo, ao memos pelo carro não vão lá

segunda-feira, março 08, 2010  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial