30 julho 2007

Ingmar Bergman: um homem do Mal



Ingmar Bergman (1918-2007.
Bem nos dizia o coração tristonho desta tarde.
Morreu Bergman na ilha de Faro. O meu pai agradeceu-lhe pela Fonte da Virgem, pelo Sétimo Selo, por Mónica e o Desejo, por Persona. Eu agradeço-lhe isso tudo e o desamor da vida conjugal, da doença, da velhice, de um homem que caminha entre dois postes da ilha de Faro, como se caminha entre dois pontos dentro do inferno. Agradeço-lhe por Max von Sidow, por Woodie Allen, por Lars von Sidow,por Liv Ulmann e por Bibi Andersen.
Cumpriu o seu programa biológico, foi, até morrer, um homem atraente.
(frases soltas, na noite)

Etiquetas: ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial